Notícias

Chefe da OMS na Europa está confiante no sucesso da terceira fase de testes da Sputnik V

O chefe do Escritório Regional para a Europa da Organização Mundial da Saúde (OMS), Hans Kluge, agradeceu aos voluntários que participaram do teste da vacina russa contra a COVID-19 Sputnik V e expressou confiança de que os resultados dos ensaios da terceira fase serão positivos.

"Agora, a Federação Russa começou a testar a terceira fase desta vacina, quando a segurança e eficácia da vacina serão testadas em um grupo muito grande de pessoas. Gostaria de agradecer a todos os voluntários que participam do teste desta vacina na terceira fase", disse Kluge a repórteres após uma reunião com os líderes da Rospotrebnadzor.

Ele acrescentou que existe um acordo entre a OMS e o Ministério da Saúde da Federação Russa, segundo o qual a organização estudará cuidadosamente os resultados da terceira fase do estudo quando forem recebidos.

“Mas estou absolutamente certo de que esses resultados serão positivos, já que trabalho na Federação Russa há muitos anos e sei que a Rússia tem uma história muito rica no desenvolvimento de uma vacina, sua produção e imunização”, concluiu Kluge.

O Ministério da Saúde da Rússia registrou anteriormente a primeira vacina do mundo para a prevenção do COVID-19, desenvolvida pelo Centro Nacional de Investigação de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleia e fabricada em conjunto com o Fundo de Investimento Direto Russo (RDIF). Ela recebeu o nome de Sputnik V.

O chefe do RDIF, Kirill Dmitriev, informou que o fundo recebeu pedidos de mais de 20 países para a compra de um bilhão de doses da vacina nacional contra o coronavírus. Ao mesmo tempo, ele observou que a Rússia concordou com a produção de vacinas em cinco países, e as capacidades disponíveis permitem produzir 500 milhões de doses por ano.

A sua mensagem foi enviada com sucesso!