Sobre a vacina

Informação geral

A Sputnik V é a primeira vacina registrada do mundo baseada em uma plataforma baseada em vetor adenoviral humano bem estudada. Atualmente, está entre as 10 vacinas candidatas mais próximas do fim dos ensaios clínicos e do início da produção em massa na lista da Organização Mundial da Saúde (OMS).

O ensaio clínico de pós-registro da Sputnik V em andamento na Rússia envolve 40.000 voluntários.

Os ensaios clínicos da Sputnik V foram anunciados nos Emirados Árabes Unidos, Índia, Venezuela e Belarus.

A eficácia confirmada da vacina “Sputnik V” é de 91,4% com base na análise de dados do ponto de controle final dos ensaios clínicos. A eficácia da vacina Sputnik V contra casos graves de coronavírus é de 100%.

O RDIF, em conjunto com parceiros e fabricantes, está aumentando a produção da Sputnik V.

O custo de uma dose da vacina para o mercado internacional será inferior a US$ 10 (a “Sputnik V “é uma vacina de duas doses). A forma liofilizada (seca) da vacina pode ser armazenada a uma temperatura de +2 a +8 graus Celsius.

Os pedidos de mais de 1.2 bilhão de doses da vacina Sputnik V vieram de mais de 50 países.

Os suprimentos da vacina para o mercado global serão produzidos pelos parceiros internacionais do RDIF na Índia, Brasil, China, Coreia do Sul e outros países.

Este site foi criado para fornecer informações precisas e atualizadas sobre a Sputnik V.

Certificado de registro do Ministério da Saúde da Rússia

A vacina leva o nome do primeiro satélite espacial soviético. O lançamento do Sputnik-1 em 1957 revigorou a pesquisa espacial em todo o mundo, criando o chamado “momento Sputnik” para a comunidade global.

Atualmente, existem mais de 200 vacinas contra a COVID-19 diferentes em desenvolvimento em todo o mundo.

vacina Sputnik V
vacina Sputnik V

Como funcionam as vacinas de vetores de adenovírus

"Vetores" são portadores que podem entregar material genético de um outro vírus para uma célula. Nesse caso, o material genético do adenovírus que causa a infecção é removido e o material com um código de proteína de outro vírus, neste caso de um coronavírus, é inserido. Este novo elemento é seguro para o corpo, mas ajuda o sistema imunológico a responder e produzir anticorpos que protegem contra infecções.

A plataforma tecnológica de vetores baseados em adenovírus torna mais fácil e rápido criar novas vacinas por meio da modificação do vetor transportador inicial com material genético de novos vírus emergentes que ajuda a criar novas vacinas em um tempo relativamente curto. Essas vacinas provocam uma forte resposta do sistema imunológico humano.

Os adenovírus humanos são considerados os mais fáceis de modificar, razão pela qual se tornaram muito populares como vetores.

Um estudo aberto da segurança, tolerabilidade e imunogenicidade da vacina "Gam-COVID-Vac Lyo" contra COVID-19

Um estudo aberto da segurança, tolerabilidade e imunogenicidade da vacina "Gam-COVID-Vac" contra COVID-19



Vantagens da imunização inicial-reforço

graph-POR.svg

vacina Sputnik V vacina Sputnik V

Segurança e eficiência

Após o início da pandemia de COVID-19, pesquisadores russos extraíram um fragmento de material genético do novo coronavírus SARS-COV-2, que codifica informações sobre a estrutura da proteína S, que forma a “coroa” do vírus e é responsável pela conexão com células humanas. Eles o inseriram em um vetor de adenovírus familiar para distribuição em uma célula humana, criando a primeira vacina contra o COVID-19 do mundo.

Uma das maiores pesquisas globais de vacinas conduzidas pela YouGov em 11 países e a 1ª no Oriente Médio e Sudeste Asiático

ATITUDE EM RELAÇÃO À VACINA SPUTNIK V NA RÚSSIA

NÍVEL DE CONSCIÊNCIA ENTRE OS CIDADÃOS DA RÚSSIA SOBRE O DESENVOLVIMENTO E REGISTRO DA VACINA PRODUZIDA NA RÚSSIA
90%
A população como um todo
97%
Trabalhadores da indústria médica
ATITUDE EM RELAÇÃO À QUALIDADE DE VACINAS PRODUZIDAS NA RÚSSIA
Majoritariamente
bom
43%
Majoritariamente
ruim
14%
43% da população
acredita que a vacina
é de alta qualidade
Majoritariamente
bom
53%
Majoritariamente
ruim
5%
53% da população na faixa
etária mais velha acredita que a vacina
é de alta qualidade
Majoritariamente
bom
61%
61% dos trabalhadores da indústria médica
que são mais velhos acreditam que a vacina
é de alta qualidade
CONFIANÇA NA EFICÁCIA DA VACINA PRODUZIDA NA RÚSSIA CONTRA A EPIDEMIA
53%
53% acreditam que a vacina produzida na Rússia será capaz de conter a epidemia
NÍVEL DE CONFIANÇA NA VACINA PRODUZIDA NA RÚSSIA EM COMPARAÇÃO COM VACINAS PRODUZIDAS EM OUTROS PAÍSES
62%
A grande maioria dá preferência à vacina produzida na Rússia
80%
80% dos idosos dão preferência à vacina produzida na Rússia
12%
Apenas 12% apoiam vacinas estrangeiras


Principais resultados de uma pesquisa realizada pela FOM (Public Opinion Foundation) (Rússia)

ATITUDE EM RELAÇÃO À VACINA SPUTNIK V NO MUNDO

NÍVEL DE CONFIANÇA NO MÉXICO NA VACINA, DEPENDENDO DE SEU PAÍS DE ORIGEM
Alta
Média
Baixa
Muito baixa
Sem resposta
RÚSSIA
32
34
17
12
5
ESTADOS UNIDOS
31
29
17
19
4
GRÃ-BRETANHA
30
33
18
12
7
FRANÇA
28
37
16
13
6
MÉXICO
22
41
26
8
3
CHINA
20
24
22
31
3

EL FINANCIERO (MEX)
NÍVEL DE CONFIANÇA NA VACINA PRODUZIDA NA RÚSSIA NAS FILIPINAS
50%
CONCORDARIAM EM TER A VACINAÇÃO ADMINISTRADA APÓS O MEDICAMENTO SER APROVADO E SE TORNAR DISPONÍVEL



WR NumeroResearch (Filipinas)

A sua mensagem foi enviada com sucesso!

Você está inscrito para receber nossas notícias.
Obrigado!