Notícias

RDIF e o estado de Bahia do Brasil acordaram fornecimento de até 50 milhões de doses da vacina “Sputnik V» para o Brasil

Moscou, 11 de setembro de 2020 – Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF, fundo intdependente da Federação Russa ) e a Secretária da Saude do estado de Bahia do Brasil assinaram um acordo de colaboração para fornecimento ao Brasil de até 50 milhões de doses da vacina russa “Sputnik V”, a primeira vacina contra o coronavírus registrada do mundo. O início do fornecimento da vacina ao Brasil espera-se em novembro de 2020 caso se for obtida aprovação por parte dos órgãos reguladores estatais do Brasil que vão ter em consideração os resultados dos ensaios pós-registro da vacina. O acordo também permitirá realizar no futuro os fornecimentos da vacina para o Brasil inteiro.

O acordo assinala que muitos países assumem a importância da presença no portfólio de vacinas contra o coronavírus de um medicamento com base dos vetores adenovirais humanos – plataforma de vacinas detalhadamente estudada cuja segurança for comprovada ao longo das décadas de pesquisas incluindo 75 publicações nas revistas internacionais cinetíficas e mais de 250 ensaios clínicos.

No dia 9 de setembro a RDIF e a empresa farmacéutica Landsteiner Scientific declararam o acordo de fornecimento ao México de 32 milhões de doses da vacina russa “Sputnik V (25% da população do México). O início de fornecimento da vacina ao México espera-se em novembro de 2020 caso se for obtida aprovação por parte dos órgãos reguladores estatais mexicanos.

No dia 11 de agosto a vacina “Sputnik V” produzida pelo Centro de Investigação de Microbiologia e Epidemiologia de N.F. Gamaleia obteve o Certidão de Registro do Ministério da Saude da Rússia virando a primeira vacina contra o coronavírus registgrada no mundo. A informação detalhada sobre a vacina “Sputnik V”, plataforma tecnológica de vetores adenovirais humanos, usada durante o desenvolvimento da vacina e outros pormenores estão disponíveis no web-site: sputnikvaccine.com

No dia 4 de setembro numa das revistas principais médicas do mundo TheLancet foi publicado um artigo científico com os resultados da I e II fases dos ensaios clínicos da vacina “Sputnik V”, que demonstraram a ausência de fenômenos indesejáveis e formação de uma resposta imune estável em 100% dos participantes dos ensaios. Neste momento continuam-se ensaios pós-registro da vacina “Sputnik V” com participação de 40 mil voluntários, os primeiros resultados dos quais segundo as espectativas serão publicados em outubro-novembro de 2020.

Kirill Dmitriev, diretor geral do Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF), declarou:
“Rússia é líder no desenvolvimento das vacinas contra o coronavírus e usa as tecnologias seguras e testadas pelo tempo. A vacina “Sputnik-V” é baseada numa plataforma provada dos vetores adenovirais humanos enquanto outras vacinas contra o coronavírus usam plataformas novas tais como vetores adenovirais de macaco ou mRNA. Os últimos eventos na indústria farmacéutica universal ligados à interrupção dos ensaios da vacina experimental contra o coronavírus demonstram a importância de uma abordagem diversificada ao fornecimento das vacinas. Os acordos assinados internacionais de fornecimento da vacina “Sputnik V” mostram que muitos países reconhecem a necessidade inegável da presença no portfolio das vacinas fornecidas de medicamentos baseados no vetor adenoviral humano – plataforma que provou sua segurança e eficiência ao longo de várias décadas. Durante os ensaios clínicos da vacina russa não foram verificados fenômenos indesejáveis sérios e além disso em 100% dos participantes dos ensaios clínicos a vacina “Sputnik V” formou uma resposta imune humoral e celular estável. Ao mesmo tempo as vacinas baseadas nas plataformas novas aínda não provaram a sua segurança e não possuem dados de carcinogenicidade e impacto a fertilidade. Estamos felizes de fazer uma contribuição tão importante à luta contra a pandemia oferecendo aos nossos parceiros no Brasil uma vacina segura e eficiente “Sputnik V”.

Aleksandr Rumyantsev - presidente do Centro Nacional Médico de Investigação de Hematologia Infantil, Cancerologia e Imunologia de Dmitriy Rogachev - acádemico da Academia de Ciências Russa, Doutor de ciências médicas, professor, declarou:
“A vacina russa destaca-se de uma série das tecnologias inovadoras estrangeiras pela plataforma de adenovírus humano testada pelo tempo e que comprovou a sua eficiência, esta plataforma tem uma história de décadas de pesquisa e de aplicação. E este é o ponto chave quando enfrentamos um problema de escolha. Ou umm portador que tem sido usado com éxito durante muito tempo e provou a sua efetividade. Ou uma tecnologia nova (por exemplo a do adenovírus de macaco) que exige estudos profundos das pessoas vacinadas e a verificação posterior pelo tempo.”

Fábio Vilas-Boas, Ministro da Saude do estado de Baia diz:
“O acordo assinado com o Fundo Independente da Federação Russa é altamente avaliado pelo governo do estado da Bahia, Brasil, que acha que o mesmo vai garantir ao povo brasileiro o acesso à vacina “Sputnik V” logo que obtivermos aprovação por parte dos órgãos reguladores nacionais. A vacina foi criada com base de adenovírus humano que é uma das mais seguras plataformas do mundo. Acreditamos que a terceira fase dos ensaios clínicos que está em andamento comprove os dados obtidos durante a 1ª e a 2ª fases.

Antes o Diretor geral da RDIF Kirill Dmitriev publicou um artigo sobre as vantagens da plataforma de vetores adenovirais humanos em comparação com as outras tecnologias. O artigo pode ser acessado pelo endereço: https://ria.ru/20200907/vaktsina-1576851901.html

***

Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF) foi fundado em 2011 para os investimentos na capital social de empresas principalmente no território da Rússia junto com os principais investidores financeiros e estratégicos estrangeiros. O fundo age como um catalizador de investimentos diretos à economia da Rússia. Neste momento RDIF tem uma experiência de realização bem sucessidida junto com os parceiros internacionais de mais de 80 projetos de volume total de mais de 1,9 trilhões de rublos abrangindo 95% das regiões da Federação Russa. Nas empresas afiliadas do RDIF trabalham mais de 800 mil funcionários cujo salário anual é 6% do PIB da Rússia. RDIF estabeleceu parceiras estratégicas com os principais co-investidores internacionais de 18 países com o valor total de mais de 40 bilhões de dólares. Acessa à informação adicional no web-site: rdif.ru

Pessoas de contato para receber informações adicionais:
Arseniy Palagin
Fundo Russo de Investimento Direto
Secretário de imprensa
Tel: +7 495 644 34 14, ramal. 2395
Cel: +7 916 110 31 41
E-mail: [email protected]


A sua mensagem foi enviada com sucesso!